Blog

A pressão ocular e o risco de glaucoma

pressao-ocular-risco-de-glaucoma-instituto-olhos-florianopolis - Oftalmologista Florianópolis

Nas consultas de rotina, uma das principais atenções do oftalmologista é verificar a pressão intraocular (PIO), e não é à toa. O aumento na pressão intraocular pode indicar o início de um glaucoma, que está entre as principais causas de perda da visão. Por que isso acontece? É o que vamos explicar neste post.

O que é a pressão ocular

A pressão ocular é a tensão interna dos olhos. A saúde do olho depende da estabilidade dessa tensão. Esse processo se chama homeostase, ou seja, o equilíbrio interno do nosso organismo.

Quando existe um distúrbio dessa estabilidade, o olho pode sofrer consequências graves, contribuindo para o desenvolvimento do glaucoma.

Qual a pressão ocular normal

A pressão dos olhos é medida em milímetros de mercúrio (mmHg). Uma pressão ocular normal varia de 10-21 mmHg. Considera-se hipertensão nos olhos uma pressão ocular acima de 21 mmHg. O instrumento usado para medir a pressão ocular se chama tonômetro, podendo ser de contato ou de sopro.

tonometria - Instituto de Olhos de Florianópolis

Mas o fato de ter a pressão intraocular elevada uma única vez, ou em episódios espaçados, não caracteriza um problema por si só. Apenas indica que é preciso haver um acompanhamento mais frequente do que na população em geral, pois pode ser o início de um glaucoma.

Por que a pressão ocular aumenta

O aumento da pressão ocular ocorre quando há um desequilíbrio entre a produção e a drenagem do líquido que preenche nosso olho, chamado humor aquoso.

Atrás da íris, existe uma estrutura que se chama corpo ciliar. Ela produz um líquido claro, o humor aquoso, que flui através da pupila e preenche o espaço entre a íris e a córnea.

estruturas da Cornea - Instituto de Olhos de Florianópolis

Esse líquido é drenado por meio da malha trabecular, localizado no encontro da íris e da córnea. Quando essa drenagem é obstruída, a pressão intraocular aumenta.

pressão alta - glaucoma - Instituto de Olhos de Florianópolis

Como saber se tenho pressão ocular elevada

A pressão ocular elevada geralmente não apresenta sintomas. Somente é possível de ser detectada por meio de exames no oftalmologista. Mas alguns indícios podem ser a observação de halos ao redor de luz, ter visão turva ou sentir dor.

No consultório, será avaliado se o sistema de drenagem (chamado de “ângulo”) está aberto ou fechado. O ângulo é analisado por um exame chamado gonioscopia. O glaucoma primário de ângulo aberto representa a maioria dos casos de glaucoma.

Existem alguns fatores de risco associados a esse tipo de glaucoma, pois caracterizam a maior prevalência dessa condição:

  • Pessoas acima de 40 anos,
  • Hereditariedade,
  • Etnia negra,
  • Míopes.

Pressão ocular e glaucoma

A pressão intraocular alta é um dos principais fatores de risco para glaucoma. O aumento da pressão intraocular provoca dano ao nervo óptico de forma silenciosa, progressiva e irreversível. Esse nervo conecta o olho ao nosso cérebro. Uma vez danificado, essa transmissão passa a ser interrompida, provocando defeitos no campo visual e até a
cegueira.

visao com glaucoma - Instituto de Olhos de Florianópolis

Como tratar a pressão ocular

O acompanhamento médico é essencial para a decisão de quando iniciar o tratamento da pressão ocular. A pressão alvo é individualizada para cada paciente e determinada a partir de análise estrutural e funcional dos exames do paciente.

Mesmo pacientes sem lesões sugestivas de dano glaucomatoso, o controle da pressão intraocular pode ser indicado quando estiver acima do limite normal (mais de 21 mmHg) devido ao risco de dano ao nervo óptico. Quando tratar essa pressão intraocular alta fica a critério do médico oftalmologista, baseado nos fatores de risco do paciente.

O objetivo do tratamento é controlar a pressão ocular.

Geralmente, esse controle é feito com o uso de colírios hipotensores e, não raramente, é necessário o uso de mais de uma classe de medicação antiglaucomatosa para se atingir a pressão intraocular ideal.

Em casos mais graves, podem ser prescritos remédios via oral, bem como cirurgias filtrantes, para criar vias alternativas de escoamento do humor aquoso.

Conclusão

A pressão ocular elevada não pode ser prevenida, porém as lesões decorrentes da mesma sim, através de um diagnóstico e tratamento precoce.

Agende sua consulta com o oftalmologista para manter a saúde dos olhos!

Wood photo created by onlyyouqj – www.freepik.com
Girl photo created by valuavitaly – www.freepik.com

Compartilhar
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

VEJA TAMBÉM

o que é estrabismo - Instituto de Olhos de Florianópolis - Oftalmologista Florianópolis

O que é estrabismo?

O estrabismo pode ser definido como a perda de alinhamento dos olhos. Ele pode ocorrer desde o nascimento por fatores hereditários (mais comum) ou pode

Leia mais
ceratocone - Instituto de Olhos de Florianópolis - Oftalmologista Florianópolis

Ceratocone tem cura?

Saber se o ceratocone tem cura é uma das primeiras dúvidas que o paciente tem ao receber o diagnóstico da doença. A resposta é simples:

Leia mais

Dra. Laura Godinho Mendonça

CRM SC 29192 / RQE 19222

Dr. Leandro de Mello Shinzato

CRM 25181 / RQE 20204

Dra. Lyara Schaefer Sombrio Centenaro

CRM/SC - 20.738 RQE 17479
Atuação: Oftalmologia clínica e cirúrgica, Plástica Ocular e vias Lacrimais

Dra. Alena Tolentino Lopes

CRM 18.740 RQE 13234
Atuação: Oftalmologia geral, catarata, Córnea, cirurgia refrativa, lentes de contato e doenças de superfície ocular